Reinheitsgebot ou lei da pureza alemã e a ressaca

Todos já ouvimos falar da Reinheitsgebot ou lei da pureza alemã, a questão é que poucas pessoas sabem como isso impacta a qualidade da sua cerveja e a sua ressaca. Isso mesmo, ressaca!

Além disso existem algumas jogadas políticas no meio e algum interesse em proteger a população local. Nos próximos parágrafos explicaremos com detalhes.

Inicialmente, o que é a Reinheitsgebot / Lei da pureza? É um decreto que restringe a utilização de quaisquer ingredientes que não o lúpulo, malte de cevada e água. O fermento ou levedura ainda eram desconhecidos.

A ressaca: Quem nunca, não é verdade? Tenho certeza que diversos amigos leitores também já se prometerem que ‘nunca mais’ ou, como eu, já pensaram ‘tenho que parar com isso’ diversas vezes.

Enfim, o que Reinheitsgebot tem a ver com a ressaca? É sabido que diferentes bebidas tem diferentes resultados em nossos corpos, mesmo cervejas de um tipo e outro tipo, uma marca e outra marca.

Acontece que na época de 1516 na região da Baviera alguns fabricantes estavam utilizando ingredientes mais baratos (milho, arroz, …) para reduzirem os custos da cerveja, e como consequência, a qualidade da bebida estava decadente.

Reza a lenda que até que o próprio Duque da Baviera Guilherme IV passou por uma crise forte de ressaca e teria sido esse um forte motivador para a decisão tomada pelo Duque.

Política:
a.
Impostos (disso nós brasileiros sabemos bem). Além de sua ressaca histórica (literalmente) o Duque Guilherme IV teve outros importantes motivadores para decretar a lei da pureza, com a produção inquestionavelmente mais simples, também é mais simples o controle de produção dos fabricantes, que pagam impostos sobre a quantidade produzida.

b.
Conforme os cervejeiros incrementavam suas receitas com diversos ingredientes, muitos grãos passaram a ser disputados, como o trigo, por exemplo. Sendo assim, com o trigo proibido na cerveja restava mais para o valioso pão que alimenta a população.

c.
Verdadeiramente a Reinheitsgebot ou lei da pureza é mais sobre a comercialização da cerveja do que da produção propriamente dita da mesma. Existe, também, um boato que diz que os campos de cevada eram de propriedade dos Duques na época do decreto. Por esse motivo é que toda a cerveja comercializada no Ducado da Baviera deveria conter apenas três ingredientes: água, malte e lúpulo!

Por fim:
Em resumo, existem ótimas cervejas que seguem o decreto e ótimas cervejas que não seguem o decreto.

Vimos que muitos motivos na verdade foram políticos e que por isso alegar que somente as cervejas que seguem a lei da pureza são de qualidade é uma besteira.

Meu objetivo com esse texto é esclarecer para você, caro amigo, um pouquinho desse acontecimento histórico relevante para nós, cervejeiros.

Faço questão de destacar que, independentemente do país, região ou legislação da cerveja, todas as que comercializamos no beer king são de excelente qualidade!