Harmonização sem mistério

Quando falamos em harmonização, estamos falando sobre “combinação”. Há alimentos que combinam com alguns tipos de bebida, e dentro dessas bebidas, combinam melhor com alguns estilos ou sabores.

* O intuito deste texto não é dizer qual tipo de cerveja harmoniza com qual alimento, e sim mostrar algumas dicas gerais sobre o assunto e chamar sua atenção para a série de posts que o beer king fará em breve sobre harmonizações específicas.
Alguns exemplos (é importante ressaltar sempre existem exceções, pois existe gosto pra tudo):
Pizza combina com o que (independente do sabor)?
Rapidamente vêm à cabeça o refrigerante, a cerveja, o vinho e alguns sucos (não vou incluir a água em meus exemplos, pois teoricamente ela combina com tudo). Você já comeu pizza tomando uma vitamina de banana com abacate, daquelas bem densas? Provavelmente não. Não “desce”.
Uma sobremesa (independente de qual) combina com o que? Rapidamente vêm à cabeça o famoso cafezinho, o vinho, chás e cervejas (não é tão comum as pessoas saberem, mas existem muitas cervejas feitas para se tomar com doces). Você comeu uma sobremesa bebendo suco de tomate (blood mary)? Provavelmente não, pois nem a ideia agrada.

 

Enfim… com esses exemplos já ficou claro o motivo de as pessoas quererem harmonizar comidas e bebidas, correto? E onde entram as cervejas nisso? As cervejas cabem para quase todo tipo de alimento, pois suas variedades são praticamente infinitas. Existem muitos tipos de cerveja, e dentro de cada tipo, existe uma variação realmente fantástica.
Algumas regras gerais para você encontrar a cerveja que mais combina com seu prato:
As cervejas lager não apresentam grandes variações, e são quase sempre leves e frescas, mesmo as mais escuras. Com isso, combinam com comidas leves e frescas como peixes, saladas, comidas com toques de ervas. O que se diz muito por aí é que você pode comparar as lager aos vinhos brancos. Por não apresentarem uma identidade muito agressiva, são extremamente versáteis, não tirando a identidade dos alimentos mesmo quando não são as mais indicadas. Por exemplo: carnes vermelhas combinam melhor com cervejas mais fortes e escuras, mas todo mundo toma a “cervejinha de sempre” no churrasco e até que cai bem.
As cervejas ale são riquíssimas em aromas, sabores, texturas e sensações. Combinam com os mais variados tipos de prato, sendo que muitas delas trazem em seus rótulos as indicações de o que comer para harmonizar. A regra geral é: quanto mais escuras as cervejas, mais escuras as comidas que elas combinam. Procure levar para o próximo churrasco uma Stout para comer com as carnes e uma Chocolate Stout para a sobremesa. Enquanto se diz que as lager são comparáveis aos vinhos brancos, as ale seriam comparáveis aos vinhos tintos.
Se o prato que estiver comendo for rico em identidade (apimentado, pesado, gorduroso, temperado), procure de duas uma: ou uma cerveja também rica em identidade (lupulada, encorpada), ou uma cerveja que não se sobreponha ao sabor do alimento (aquela cerveja que apesar de não ajudar, não atrapalha).
Se divirta fazendo experiências e procurando suas próprias preferencias. Nenhuma dica vai lhe agradar mais do que seu próprio gosto.
As cervejas locais quase sempre combinam com a gastronomia típica. Então se for a um restaurante em alguma região famosa por suas cervejas, pergunte ao garçom que ele provavelmente saberá lhe indicar o que experimentar e harmonizar.
Quando for experimentar mais de uma cerveja, beba primeiramente a mais branda e por último a mais forte. Se você começar pela mais forte suas papilas gustativas não vão conseguir perceber a beleza da cerveja mais branda. Procure, entre uma cerveja e outra, comer e/ou beber algo neutro como pão e água. O clube de cervejas do beer king é uma excelente forma de aprender sobre harmonização de maneira rápida e descontraída: https://www.beerkingstore.com.br/club.
Acompanhe o blog, e assine o clube pois sempre colocaremos dicas sobre harmonização, receitas de pratos preparados com cervejas, indicações de cervejas, aspectos nutricionais da cerveja entre outras coisas.
Saúde!
Por Eliziane Bach – Nutricionista CRN 3395P – Florianópolis – SC.